ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello depõe na CPI da Pandemia

A CPI da Covid ouve nesta quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. Ele deixou o cargo há pouco mais de dois meses e falará amparado por um habeas corpus, obtido no Supremo Tribunal Federal. O instrumento permite que ele fique calado sempre que considerar que as respostas possam produzir provas contra si.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews

STF autoriza Pazuello a ficar em silêncio em depoimento na CPI da Covid

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal) concedeu nesta sexta-feira (14) habeas corpus preventivo ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello em função do depoimento marcado para a próxima quarta-feira (19), na CPI da covid-19 no Senado. O habeas corpus foi apresentado pela AGU (Advocacia-Geral da União) com pedido de liminar. Nesta sexta-feira, em ofício, o relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL) disse ao STF que o silêncio de Pazuello atrapalharia os trabalhos da comissão.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews

Depoimento de Pazuello na CPI da Covid é remarcado para o dia 19 de maio

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), informou, nesta terça-feira (4), que vai aguardar a quarentena do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello para ouvi-lo presencialmente na comissão que investiga os gastos do governo federal, estados e municípios durante a pandemia. O depoimento foi remarcado para o dia 19 de maio.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews

CPI da pandemia aprova depoimentos de Mandetta, Teich, Pazuello, Queiroga e do presidente da Anvisa

O presidente da CPI, Omar Aziz, confirmou na manhã desta quinta-feira (29) que os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich serão os primeiros a prestar depoimento à comissão. Eles participarão remotamente na condição de testemunhas na próxima terça-feira (4).
Na quarta-feira (5), é a vez de Eduardo Pazuello, ex-titular da Saúde. Na quinta-feira (6), o presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra Torres.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com.br/c/recordnews

Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, é acusado de perder a compra de milhões de vacinas

Em entrevista divulgada nesta sexta-feira (23), o ex-secretário de Comunicação do Planalto, Fábio Wajngarten, revela que substituíu Pazuello na negociação direta com dirigentes do laboratório e os levou ao contato com o presidente Bolsonaro, mas que por incompetência do ministério, a compra não foi realizada.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews

Eduardo Pazuello ganha cargo na Secretaria-Geral do Exército em Brasília

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, exonerado há um mês por uma criticada gestão da pandemia, voltará para Brasília. O presidente Jair Bolsonaro publicou no Diário da Oficial da União desta sexta-feira (23) que o general da ativa assumirá um cargo na Secretaria-Geral do Exército. A nomeação permite que ele saia de Manaus, onde estava lotado, e se fixe na capital federal, deixando seu posto na 12ª Região Militar, no Amazonas.

A afirmação foi feita pelo chefe da marinha da Indonésia, que também disse esperar que o resgate acabe até às três horas da manhã de sábado.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews