Dominguetti confirma à CPI pedido de propina em compra de vacina

O representante comercial da empresa Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, reafirmou à CPI da Pandemia a denúncia de que ouviu do então funcionário do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, o pedido de propina para comercializar vacinas contra a covid-19. De acordo com Dominguetti, Dias exigiu US$ 1 por dose de vacina comprada. O valor sugerido para cada uma das 400 milhões de doses da AstraZeneca oferecidas pela intermediária Davati seria de US$ 3,50.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews