A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou uma coletiva nesta quinta-feira (8) para atualizar o andamento das investigações do Caso Henry e a prisão da mãe e do padrasto do garoto.
Um print de uma conversa no celular da mãe revelou que em fevereiro a babá do menino havia informado a mãe que Henry Borel relatou que Dr. Jairinho o agredia constantemente.

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews